Logo ALGAR

Alerta Fagar - Esclarecimento à população

A FAGAR foi nos últimos dias confrontada com denúncias, por parte de consumidores, de alegados contactos telefónicos e do uso indevido da sua imagem por entidades privadas que referem anomalias na qualidade da água.

De acordo com o transmitido pelos consumidores, estas empresas propõem o agendamento de uma deslocação à habitação, a fim de prestarem esclarecimentos sobre a qualidade da água, oferecendo uma análise gratuita. O discurso utilizado leva a crer que a água da rede pública de abastecimento não tem qualidade para consumo humano, tendo em vista a venda de equipamentos de elevado custo.

De salientar ainda, o aproveitamento do delicado momento sanitário, para a utilização de falsos argumentos, entre eles, de que os níveis de cloro estão alterados devido à situação pandémica provocada pelo Coronavírus.

Tendo em conta os factos relatados importa esclarecer todos os munícipes relativamente ao seguinte:

  • A FAGAR é a entidade responsável pela gestão e distribuição pública de água no Concelho de Faro e como tal a única responsabilizada pela ERSAR (Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos) em garantir laboratorialmente resultados que atestem a qualidade da água para consumo humano.
  • A FAGAR realiza periodicamente análises rigorosas à qualidade da água e garante que a mesma é de excelente qualidade para consumo humano, cumprindo todos os parâmetros legais.
  • A FAGAR garante que a “Água de Faro” é segura e de qualidade para consumo humano.
  • A FAGAR tem sido distinguida pela ERSAR, com o selo de qualidade exemplar de água para consumo humano.
  • A FAGAR não autorizou nenhuma empresa ou entidade privada a realizar qualquer tipo de inquérito ou visita para a realização de análises ao domicílio de nenhum munícipe.
  • Sempre que exista a necessidade de proceder a análises que obriguem a recolhas de água, a FAGAR notificará os consumidores por ofício e fá-las-á com funcionários devidamente identificados.
  • Segundo a Organização Mundial de Saúde não existem evidências da presença de Coronavírus nos sistemas de abastecimento de água, não obrigando a nenhuma medida corretiva na distribuição de água.

A FAGAR apela, ainda, para que estas situações sejam denunciadas às autoridades, reforçando que a água fornecida pela rede pública de abastecimento não deve ser sujeita a qualquer tratamento adicional.

Pode atestar a qualidade da “Água de Faro” em http://www.ersar.pt/pt/consumidor/qualidade-da-agua

Para qualquer esclarecimento adicional encontramo-nos ao dispor através de correio eletrónico em , ou via telefone pelo número 289 860 900.


𝗖𝗼𝗻𝘁𝗮𝗺𝗼𝘀 𝘁𝗼𝗱𝗼𝘀. 𝗖𝗼𝗻𝘁𝗮𝗺𝗼𝘀 𝗰𝗼𝗺 𝘁𝗼𝗱𝗼𝘀.

A partir de 5 de abril vai receber uma carta do INE com os códigos necessários para responder aos #Censos2021.

  • Responda pela Internet, a partir de 19 de abril
  • Contamos com a sua resposta preferencialmente até 3 de maio
  • Pode responder através de um computador, tablet ou smartphone com ligação à Internet.

Como responder pela Internet:

FÁCIL - Aceda a censos2021.ine.pt;
SEGURO - Digite o Código e a Password indicados na carta que recebeu do INE;
RÁPIDO - Responda às perguntas e quanto terminar selecione “Entregar”.

A partir de 19 de abril. 𝗖𝗼𝗻𝘁𝗮𝗺𝗼𝘀 𝘁𝗼𝗱𝗼𝘀. 𝗖𝗼𝗻𝘁𝗮𝗺𝗼𝘀 𝗰𝗼𝗺 𝘁𝗼𝗱𝗼𝘀.


  • Onde estão todos?
  • Quantos são todos?
  • Como são todos?

A resposta está nos Censos, o retrato do país em números que, de 10 em 10 anos, nos diz onde estamos hoje, para planear melhor o amanhã.

Todos os munícipes receberão, nas suas caixas de correio, uma carta com os códigos necessários para responder aos Censos 2021.

Deverá responder preferencialmente pela internet, a partir de 19 de abril e até 3 de maio, acedendo ao link: https://censos2021.ine.pt/

Em caso de dificuldade na resposta pela internet, o #INE sugere que solicite o apoio de familiares ou amigos, telefone para a linha de apoio (21 054 20 21), aguarde pelo contacto do Recenseador ou dirija-se à sua Junta de Freguesia (munido da carta do INE).

 


Regulamento Municipal de Apoio à Recuperação/Benificiação e Habitações Degradadas

A Câmara Municipal de Faro no âmbito da Rede Social de Faro vem reforçar a divulgação do apoio à Recuperação/Beneficiação de Habitações Degradadas, uma medida de apoio em vigor desde o dia 23.10.2020. Gostaríamos de contar com a colaboração das entidades parceiras do CLASF na divulgação, junto de potencias beneficiários, para o efeito sugerindo a consulta rápida do Desdobrável disponível online em https://cms.cm-faro.pt//upload_files/client_id_1/website_id_1/Folheto%20Reg.%20Obras.pdf

Este apoio financeiro que abrange entre 75% e 100% das despesas elegíveis até ao montante máximo, por pedido, de 10.000€ , visa auxiliar os munícipes na realização de pequenas obras de melhoria em habitação própria, pretendendo contribuir assim para a melhoria das condições de vida das pessoas e famílias residentes no concelho de Faro, com comprovada carência económica.

Quem pode aceder?

  • Estar em situação de carência económica — quando o indivíduo ou o agregado familiar possui um rendimento mensal per capita, não superior ao valor de 75 % do Indexante dos Apoios Sociais

(IAS);

  • Residência no concelho de Faro, há pelo menos três anos;
  • Residência permanentemente na habitação a que se destina o apoio;
  • Ser o objeto do pedido, propriedade do requerente ou de um dos membros do seu agregado familiar;
  • Não possuir o candidato individual ou agregado familiar, qualquer outro bem imóvel destinado à habitação;
  • Apresentação de todos os elementos de prova que sejam solicitados;
  • Não usufruir de outro tipo de apoio destinado ao mesmo fim.

Como instruir a candidatura:

  • Preencher formulário de candidatura;
  • Apresentar 3 (três) orçamentos formais referentes às obras que se propõe realizar. Todos os orçamentos deverão apresentar os mesmos trabalhos a efetuar, para que exista comparabilidade:
  • Restante documentação constante no Regulamento;
  • O Regulamento e o Formulário de Candidatura encontram-se no site da CMF, na área da “ação social” ou podem ser obtidos diretamente nos serviços.

Finalidades do apoio.

A realização de obras de conservação e beneficiação, com vista à garantia da existência de condições mínimas de habitabilidade, segurança e conforto, bem como à remoção de barreiras arquitetónicas e à melhoria das condições de mobilidade de pessoas portadoras de deficiência e contemplam, entre outras, as seguintes situações:

a) Obras de reparação de coberturas e beirados, paredes e tetos, recuperação ou substituição de pavimentos, portas e janelas, execução de rebocos e pinturas de paredes interiores e exteriores, recuperação ou substituição de caleiras e tubos de queda, recuperação de gradeamentos, construção ou beneficiação de instalações sanitárias com equipamentos mínimos (lavatório, sanita, base de duche ou banheira), construção ou beneficiação de cozinhas, instalação de redes internas de água, esgotos, eletricidade e gás;

b) Obras de beneficiação ou melhoramento das condições de segurança e conforto de pessoas em situação de dificuldade ou risco, relacionado com a mobilidade e/ou segurança no domicílio, decorrente do processo de envelhecimento e/ou de doenças crónicas debilitantes e/ou portadores de deficiência física -motora comprovada;

c) Outras obras, sempre que relacionadas com as condições de habitabilidade devidamente caracterizadas e justificadas.

As obras não poderão implicar modificações na estrutura de estabilidade, das cérceas, da forma das fachadas e da forma dos telhados ou coberturas do edifício a intervencionar.

Tipo de apoios

  • Apoio financeiro para a aquisição Materiais de construção e Mão-de-obra;
  • Isenção de Taxas e Licenças.

Podem consultar toda esta informação em https://www.cm-faro.pt/pt/menu/1385/apoio-a-recuperacao.aspx

Outros documentos disponíveis para Consulta e Download:

 

Para mais informações sobre o Apoio à Recuperação/Beneficiação de Habitações Degradadas de Estratos Sociais Desfavorecidos contate a Divisão de Intervenção Social e Políticas Participativas, Serviço de Habitação Social preferencialmente pelo Tel: 289 870 869 ou e-mail: .


Imagem SERVIÇO DE ENTREGA DE BENS AO DOMICÍLIO

O Município de Faro, como forma de apoiar a economia local (restauração e comércio de bens alimentares) durante o período de confinamento decretado pelo governo, vai suportar na íntegra as entregas de refeições e bens alimentares ao domicílio. Esta medida, que tinha sido acionada no final de novembro (quando foi decretado o recolher obrigatório impedindo a restauração e restantes estabelecimentos de bens alimentares do concelho de exercer a sua actividade normal aos fins de semana) tem efeitos imediatos e deverá ser articulada diretamente entre os estabelecimentos e o prestador do serviço de entregas, neste caso, a Rotáxi.

Poderão beneficiar deste serviço toda a restauração e estabelecimentos de produtos alimentares que possam continuar a exercer a sua atividade de acordo com as medidas implementadas pelo governo (Decreto 3-A/2021) e o serviço é acionado pelos comerciantes aderentes e não pelos clientes.

Não há qualquer transação de dinheiro relativo ao serviço de entregas entre a Rotáxi e os estabelecimentos aderentes ou os clientes cabendo ao Município essa responsabilidade junto da cooperativa de táxis.

Poderá, se assim o desejar, aceder gratuitamente à iniciativa, com efeitos imediatos, bastando para tal acionar o serviço junto da Rotáxi - 289895796 (escritório)  fornecendo os dados do cliente. Este serviço só é válido para estabelecimentos a funcionar no concelho de Faro e para entregas no concelho.

Se deseja aderir a esta iniciativa, e para que possamos proceder à publicação dos estabelecimentos aderentes no site do Município de Faro, deverá preencher o formulário disponível AQUI.

Atenção: O preenchimento do formulário não ativa o serviço junto da Rotáxi, para tal deverá contactar esta entidade. O formulário tem como única finalidade a receção de dados sobre os estabelecimentos aderentes para publicação de listagem no site municipal.  

Lista de estabecimentos aderentes disponível AQUI


O Instituto Nacional de Estatística (INE) tem 11.000 vagas para entrevistadores/recenseadores para os CENSOS 2021 – XVI Recenseamento Geral da População e VI Recenseamento Geral da Habitação.

Os CENSOS, que vão ter início em abril deste ano, a maior operação estatística nacional, realizada pelo INE, têm como objetivo “contar” todos os cidadãos e famílias residentes no território nacional e todos os alojamentos e edifícios destinados à habitação.

Neste contexto de pandemia, e como forma de garantir a qualidade da execução dos Censos e acautelar a segurança da população e dos entrevistadores, o INE definiu um Plano de Contingência, que inclui, entre outras medidas, o cumprimento de um rigoroso protocolo de segurança.


Desta forma, a estratégia vai para a recolha de informação através da internet e o apoio à população através de uma linha telefónica, com possibilidade da resposta telefónica dirigida a grupos da população com maior dificuldade na resposta via internet, ou impedidos de contacto presencial, nomeadamente por razões de saúde pública.

Esta operação estatística vai implicar o recrutamento de cerca de 11.000 entrevistadores, dispersos por todo o país, em regime de contrato de prestação de serviços, que serão responsáveis por:

  • Distribuir cartas com códigos para acesso a resposta por internet;
  • Assegurar a totalidade das respostas;
  • Prestar todos os esclarecimentos necessários às famílias sobre a resposta aos CENSOS;
  • Recolher/confirmar a informação do edifício;
  • Recolher e registar as respostas e alojamentos que não respondem pela internet;
  • Proceder à validação da informação recolhida, de acordo com as orientações recebidas.



As candidaturas já estão a decorrer, e os interessados em participar poderão inscrever-se, até dia 21 de fevereiro, no site do INE, em https://censos.ine.pt.


Mapa definitivo das ASSEMBLEIAS E SECÇÕES DE VOTO, LOCAIS E HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO

Eleicoes PR2021 Mesas


Algar

CONTACTOS RÁPIDOS

Freguesia de Montenegro

Rua Dr. Carlos Paião, Loja P - Montenegro

8700-217 Faro

email:

telf. 289 819 550

Horário:
Abertura: 9h00
Encerramento ao público: 17H00
Encerramento de funcionamento: 17H30


Atendimento CTT – Balcão De Montenegro


Horário:09h00 - 12h30 / 14h00 - 17h00
Contacto: 289 114 599

Para tratar de assuntos relacionados com serviços gerais dos CTT, contacte a Linha de Apoio: 707 262 626

COMUNICAÇÃO DE PROBLEMAS

Por favor comunique o problema que detectou na freguesia.